18
Set 12
2012 m. rugsėjis 16 d., sekmadienis
É PRECISO QE TUDO MUDE NO ALMUDE PARA QUE A ARÁBIA FELIZ OU INFELIZ TALVEZ SEJA GREGA OUTRA VEZ
No Samba do Ipiranga
No grito na Corda bamba
Nesse grito feito Samba
nesse grito que se manga
desta mudança vazia,
morre em lenta agonia
a res púbica que é cracia
e alberto lança o grito
esse grito da mania
que se fez terno mitho
assi haverá mudança
creada pelo tal grito

grito que nunca cansa

e que trará a mudança
num momento num só dia
que a vista não alcança
mas alcança a histeria

No Samba do Ipiranga
Alberto soltou o grito
grito que põe canga
nesse samba feito Ritto
Alberto sopra o apito
e o samba lá avança
no povo feito em grito
é só ares de mudança
neste país sem atrito
que no Ipiranga dança
e se afunda aflito
no grito mudo
que nos muda
mudando tudo
é a taluda
do nosso entrudo
o grito mudo
que nos esmaga
vaga a vaga
e cai no ouvido
sem qualquer ruído


Alberto que és feitiço
gordura que és derriço
gordura de nosso estado
no Ipiranga empanado
no Ipiranga atolado
num só grito
grito bendito
é Ipiranga o Fado?
Nesse grito de Ipiranga
Sem atrito
Que aos vivos não zanga
assi está escrito
no tal samba
no tal grito
publicado por tstopps às 00:50
sinto-me: om dor d'corno

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.


Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO